1 2 3 4
Loading...

Governo lança novo Plano Safra para Agricultura Familiar

O Plano Safra da Agricultura Familiar chega aos 12 anos com grandes avanços. Nesse período, foram incorporadas ao crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) seguros ao produtor, garantias de preço, inovação tecnológica das propriedades, entre outras ações.
Na próxima segunda-feira (26), o Governo Federal anuncia, no Palácio do Planalto, em Brasília, o Plano Safra para Agricultura Familiar 2014/2015 com novas medidas para alavancar ainda mais o setor, estratégico para o desenvolvimento econômico e social do País.
Na safra 2002/2003, foram liberados 2,3 bilhões em crédito para a agricultura familiar. Para a safra 2013/2014, o governo liberou R$ 21 bilhões. Até abril, agricultoras e agricultores familiares do Brasil já tinham contratado R$ 18,7 bilhões.
“Passamos de 900 mil contratos de financiamento pelo Pronaf para mais de dois milhões na última safra. Este ano, 1,6 milhão de famílias já acessaram os recursos do programa”, explicou o secretário da Agricultura Familiar do Ministério do Desenvolvimento Agrário (SAF/MDA), Valter Bianchini.
Segundo ele, o avanço da renda da agricultura familiar está ligado às políticas públicas que favorecem o setor e à conjuntura de mercado. “O objetivo do conjunto de medidas é ampliar a produção e melhorar a qualidade de vida no campo. Contribuem para esse desenvolvimento, também, as políticas sociais que elevam a renda dos brasileiros e provocam um círculo virtuoso, demandando mais alimentos”, destaca.
Plano Safra 2013/2014
Em 2013, o Governo Federal destinou R$ 39 bilhões para o conjunto de medidas que fortalecem a agricultura familiar, conhecido como Plano Safra da Agricultura Familiar. Desse total de recursos, R$ 21 bilhões foram para o Pronaf, possibilitando, assim, que mais agricultores, assentados da reforma agrária, pescadores, extrativistas e povos e comunidades tradicionais possam financiar de forma individual ou coletiva seus empreendimentos.
A novidade do último anúncio foi a mudança no enquadramento para as operações de crédito e de custeio e de investimento, passando de R$ 160 mil para R$ 360 mil para a contratação. As vantagens são um prazo maior para o pagamento e uma taxa de juros abaixo da inflação. 
Essas condições valem até o próximo dia 30 de junho. Em 1° de julho de 2014 passa a vigorar o Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015.
Inovação tecnológica
Foi no Plano Safra que os agricultores familiares passaram a contar com o programa Mais Alimentos, que financia a diversificação e a reestruturação da unidade produtiva e aquisição de máquinas e de novos equipamentos, como o resfriador de leite, produtos para a pesca e aquicultura, irrigação, matrizes, tratores, ordenhadeiras, instalações e outros.
De julho de 2008 a junho de 2013 foram aplicados, no Mais Alimentos, mais de R$ 15 bilhões nos projetos dos produtores rurais. No mesmo período, o programa financiou mais de 75 mil tratores e 47 mil veículos de transporte de carga.
Bianchini explica que o Mais Alimentos foi um dos incrementos do Plano Safra. “Comemoramos os 12 anos do Plano Safra com importantes avanços nas políticas públicas para o setor. Tivemos a inclusão do Seguro da Agricultura Familiar (Seaf); do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF); a entrada dos mercados institucionais como os programas de Aquisição de Alimentos (PAA) e o de Alimentação Escolar (Pnae); ajustes no Pronaf e os esforços para a regionalização de algumas medidas, como o que fizemos ao lançar o Plano Safra Semiárido, com um conjunto de medidas estruturantes de convivência com a seca”, explica.
Ler Mais

Relatório aponta queda rápida da extrema pobreza no Brasil

Avanço no combate à miséria foi maior entre crianças menores de seis anos, no campo e nas regiões Norte e Nordeste

Brasília, 23 – Os resultados alcançados pelo Plano Brasil Sem Miséria, lançado em 2011, já aparecem no 5º Relatório Nacional de Acompanhamento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e apontam que o país está a um passo de superar a pobreza extrema, ao garantir ritmo acelerado na redução das taxas. O documento foi lançado nesta sexta-feira pela presidenta Dilma Rousseff.

Em 2012, de acordo com o relatório, o percentual da população em situação de pobreza extrema havia caído para 3,5%. Esse número ainda não reflete o impacto de medidas adotadas pelo Plano Brasil Sem Miséria ao longo de 2012 e início de 2013. Nessa ocasião, passaram a receber complemento de renda todas as famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família remanescentes na extrema pobreza.


“Tudo aponta para a manutenção do ritmo acelerado da queda depois de 2012”, destacou a ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello. Os dados oficiais sobre o impacto das medidas adotadas até o início de 2013 só estarão disponíveis no segundo semestre de 2014.

A coleta de informações da próxima edição da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) ocorreu em setembro do ano passado. Os dados lançados no Relatório dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio foram coletados em setembro de 2012.

“Este relatório ainda não reflete parte importante das inovações do Brasil sem Miséria, quando a complementação de renda às famílias em situação de pobreza extrema foi ampliada para as famílias com adolescentes até 15 anos, e, finalmente, para todas as famílias que permaneciam extremamente pobres no Programa Bolsa Família”, observou Tereza Campello.

Apesar da defasagem nas informações, o relatório já evidencia que a redução da pobreza extrema no Brasil ganhou velocidade entre 2011 e 2012. Nesse período, a proporção de miseráveis na população caiu 16%: passou de 4,2% para 3,5%. O número é próximo da meta de 3% estabelecida pelo Banco Mundial para ser alcançada em 2030.

Foco – Chama a atenção no relatório a queda mais acentuada da extrema pobreza entre crianças menores de seis anos. Se, na média da população, a redução da miséria foi de 16%, entre crianças nessa faixa etária, a taxa alcançou 20% entre 2011 e 2012.


O resultado é reflexo das primeiras medidas adotadas no mandato da presidenta Dilma Rousseff para combater a pobreza extrema. O limite de benefícios destinados a crianças e adolescentes foi ampliado de três para cinco por família, aumentando em 1,3 milhão o número de crianças beneficiárias.

O valor da transferência de renda pago por criança foi corrigido em 45,5%. Também teve início o pagamento de um benefício variável para mulheres gestantes ou com bebês em fase de amamentação.

Em 2012, no âmbito do Brasil Carinhoso, todas as famílias beneficiárias do Bolsa Família com filhos na primeira infância passaram a ter a renda complementada, para que nenhuma delas recebesse menos de R$ 70 mensais per capita. Assim, o cálculo passou a considerar a intensidade da pobreza de cada família.

A redução da proporção de extremamente pobres também foi mais acentuada entre mulheres, nas áreas rurais e nas regiões Norte e Nordeste. Apesar de a pobreza extrema continuar mais elevada no meio rural do que nas cidades, os índices do campo caíram de 11% para 8,9% entre 2011 e 2012. O relatório indica que, na região Nordeste, a pobreza extrema sofreu queda de 9,1% para 7%. No Norte, a taxa passou de 5% para 3,7%.

“A redução da extrema pobreza no país foi ainda maior nos grupos mais vulneráveis”, observou a ministra do Desenvolvimento Social.

Metas – O Brasil chega às vésperas do encerramento do prazo para o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio, marcado para 2015, como exemplo a ser seguido em suas políticas de combate à pobreza. Para o representante do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) no Brasil, Jorge Chediek, o “sucesso notável do Brasil nessa trajetória mostrou a todos que a liderança esclarecida e comprometida é capaz de ajudar a transformar a sociedade em menos de uma geração”.

No primeiro Objetivo do Desenvolvimento do Milênio, que trata de “acabar com a pobreza extrema e a fome”, a meta fixada para todos os países era originalmente reduzir à metade o nível registrado em 1990, quando um a cada quatro brasileiros (25,5%) era considerado miserável. Posteriormente, o país adotou metas mais ambiciosas que as internacionais: a redução da pobreza extrema a um quatro do nível de 1990 e a erradicação da fome.

Em 2007, o país já havia alcançado essa última meta. Segundo o relatório, o Brasil foi um dos países que mais contribuiu para o alcance global do primeiro Objetivo do Desenvolvimento do Milênio.

Central de Atendimento do MDS:
0800-707-2003

Informações para a imprensa: 
Ascom/MDS
(61) 2030-1021
www.mds.gov.br/saladeimprensa
Ler Mais

Picuí terá pólo da Zona Franca do Semi-Árido

Picuí terá pólo da Zona Franca do Semi-Árido
 O autor do projeto de instalação da Zona Franca do Semi-Árido (ZFS), o ex-presidente da União Brasileira  de Municípios (UBAM), Leonardo Santana, vai solicitar o apoio do Deputado Henrique Alves, presidente da Câmara, para uma tramitação mais rápida da Proposta de Emenda à Constituição 19/11, para que a proposta chegue ao plenário ainda nesta legislatura e siga para o senado. O encontro acontecerá na próxima semana em Natal (RN), onde reside Henrique Alves.

Por solicitação dele, a PEC foi apresentada há quatro anos, a qual vai alterar o artigo do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. O texto prevê que a ZFS terá características de área de livre comércio, para exportação e importação, com incentivos fiscais pelo prazo de 30 anos.

Pólo Industrial em Picuí Após a aprovação da PEC, Leonardo garantiu modificar o texto principal do chamado “projeto executivo”, para dividir cada pólo em três seguimentos industriais, inserindo o importante Município de Picuí, localizado no Curimataú paraibano, que será beneficiado com um pólo de 15 indústrias de alta tecnologia. Ficando Cajazeiras com 20 e Soledade com 15, totalizando 50 indústrias que fazem parte do Pólo da Zona Franca do Semi-Árido da Paraíba.

A proposta conferirá ao governo federal a atribuição de demarcar áreas de forma contínua, com círculo de raio mínimo de 100 quilômetros do centro de cada município Pólo.

Leonardo acredita que o ano eleitoral será muito importante para que os deputados nordestinos possam mostrar interesse num projeto que se constitui na redenção econômica e social do Nordeste, prevendo a geração de meio milhão de novos postos de trabalho, grande impulso na arrecadação de ICMS, IPI, ISS e outros impostos, além do significativo crescimento do PIB nordestino, equiparando-o ao de outras importantes Regiões do País.

“O objetivo de inserir o Município de Picuí no meu Projeto se deu por sua importante localização, visando expandir desenvolvimento para as outras cidades do Curimataú, como também para homenagear o visionário Filipe Thiago Gomes, fundador da Campanha de Escolas da Comunidade (CNEC), , com quem tive a satisfação de empreender alguns projetos na área de educação, em Brasília”. Disse Leonardo.


Ascom
Ler Mais

Após optar por RC, Buba Germano tacha Cássio de ingrato e explica rompimento


Após optar por RC, Buba Germano tacha Cássio de ingrato e explica rompimento
Em um desabafo, o ex-prefeito de Picuí, e ex-presidente da Federação de Associações de Municípios da Paraíba (Famup), Buba Germano (PSB), explicou os motivos que o levaram a romper com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB), e seguir as orientações políticas do governador Ricardo Coutinho (PSB), que disputará à reeleição.

Em polêmica entrevista concedida a Correio FM em Campina Grande, Buba Germano disse que Cássio foi ingrato, visto que não se prestou a dásolidariedade a um amigo que lhe foi leal por mais de 20 anos. “Eu não tive a solidariedade do partido que prestei serviço por mais de 20 anos" lamentou.

Buba Germano, reafirmou que optou por apoiar o PSB justaente por não ter recebido a solidariedade necessária dos tucanos. Ele alegou que votou pelo projeto do atual governador, Ricardo Coutinho, justamente por pedido do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), em 2010.

– Continuo com o mesmo espírito de 2010, quando quis ser candidato e naquele momento pessoas nos orientaram e galgarmos êxito com essa alternativa. Não tive a solidariedade do partido que prestei serviço por mais de 20 anos – lamentou Buba Germano também garantiu que a deputada Gilma Germano (PPS), vai apoiar à reeleição de Ricardo Coutinho. 

Ele também ressaltou que a gestão de Ricardo Coutinho fez mais por sua cidade que a de Cássio Cunha Lima, mas que essa conclusão se dá por números e não por interesses políticos.


PBAgora
Ler Mais

SALA DE RAIOS-X DO HOSPITAL REGIONAL DE PICUÍ É INTERDITADA PELA AGEVISA

Segundo fontes seguras, a sala de raios X foi fechada pela Agevisa na tarde de hoje (21), por não oferecer condições de funcionamento. 
Apesar da direção do Hospital Regional já ter sido notificada duas vezes, não tomou providências e agora os equipamentos só voltam a funcionar em local adequado.
 
 A informação foi publicada agora pouco pelo grupo amigos de Picuí através de uma rede social . 
 
Noticia da Serra / Luiz Lopes.
Ler Mais

IFPB inscreve para 400 vagas no curso de Letras da EAD

IFPB inscreve para 400 vagas no curso de Letras da EAD
 O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) abriu seleção para 400 vagas no curso superior de Licenciatura em Letras com Habilitação em Língua Portuguesa, através da modalidade de Ensino a Distância (EAD). As vagas estão distribuídas igualmente entre o período 2014.1 e 2014.2. O curso será ofertado através dos polos do IFPB nos campi Campina Grande, João Pessoa, Picuí e Sousa.

inscrição será online até o dia 6 de março. A taxa de inscrição é no valor de R$ 30, mas quem tiver direito à isenção, segundo os critérios de renda social vulnerável, orientados em legislação federal, pode dar entrada no pedido até o dia 24 de janeiro. O acesso ao edital com todos os detalhes e ao link das inscrições pode ser feito nesse link: http://ifpb.edu.br/ingresso/processo-seletivo/Cursos-tecnicos/processo-seletivo-letras-ead-edital-no-53-2014-1 .

É preciso observar bem qual o tipo de inscrição a ser realizada, já que as vagas estão divididas conforme cotas. Metade é reservada a quem estudou em escola pública, tendo nessa cota reservas para quem tem renda familiar mensal inferior a 1,5 salário mínimo e para quem pertence aos grupos de preto, pardo e indígena. Nos outros 50% há reserva para professores da rede pública e para pessoas com deficiência. Em Sousa, há reserva de vagas para quem é oriundo de assentamento da reforma agrária.

O edital possibilita duas formas de seleção: através de prova ou da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) dos anos 2013 ou 2012. Haverá uma data para entrega da nota nos polos. A prova será aplicada em 16 de março, das 08h às 12h, nas quatro cidades. Os locais serão divulgados no dia 13 de março. A Prova terá 45 questões de múltipla escolha, abrangendo a área de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa, Literatura, Língua Inglesa, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação), além de Redação.

A classificação dos candidatos que optaram pela nota do Enem será a média aritmética da nota de desempenho das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e da Redação. Quem zerou qualquer prova não pode concorrer.

O resultado final da seleção está previsto para 10 de abril. A matrícula está prevista para 14 a 16 de abril. Para saber mais sobre o curso de Letras no IFPB, acesse http://ead.ifpb.edu.br/site/cursos/letras


Ascom
Ler Mais

Encontro do Pronatec Campo

Representantes da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário na Paraíba (DFDA-PB) se reunirão com os integrantes do Comitê Estadual do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego do Campo (Pronatec Campo), na Paraíba, nesta segunda (24). O evento, que acontecerá no Auditório da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego na Paraíba, às 9h, contará com a presença de Cássio Trovatto, coordenador nacional do Programa, além, de secretários de agricultura, prefeitos e membros das instituições ofertantes dos cursos de formação inicial e continuada (FIC) e técnico. Segundo a secretária executiva do Pronatec Campo, na Paraíba, Viviany Aquino, a reunião terá como função discutir o Programa. “Vamos montar um painel com a demanda dos municípios e a possibilidade de oferta de cursos das instituições”, explicou Viviany. A delegada federal da DFDA-PB, Giucélia Figueiredo, explanou sobre a importância que o Pronatec Campo tem no fortalecimento da reforma agrária e da agricultura familiar por meio de uma expansão democrática da oferta de educação profissional e tecnológica para os agricultores rurais.  “Esperamos realizar a pactuação dos cursos para interiorizar as ações do programa e proporcionar oportunidades aos jovens que querem adentrar no mercado de trabalho.  Bem como, viabilizar outras formas de emprego aos trabalhadores rurais que desejam se reinserir no mercado”, contou Jefferson Palmeira, representante da DFDA-PB no comitê de gestão estadual do programa.     PRONATEC CAMPO   Instituído pela Lei nº 11.326, de 24 de julho de 2006, o Pronatec Campo tem como objetivo oferecer aos trabalhadores rurais da agricultura familiar, povos e comunidades tradicionais da reforma agrária (assentados e acampados) cursos de educação profissional técnica de nível médio e programas de formação FIC. Sua implantação é realizada em parceria com o Ministério da Educação (MEC) em todo o território nacional.    
Ler Mais

Campanha: Hemocentro quer aumentar em 30% número de doações de sangue durante o Carnaval


Ao som de marchinhas e muito frevo, o Hemocentro de João Pessoa abriu, na manhã desta quarta-feira (19), a campanha de doação de sangue para o período carnavalesco. A abertura contou com a animação da orquestra “Balanço do Frevo” e foi acompanhada por alunos da escola da Escola Agostinho Fonseca, no bairro do Cristo, em João Pessoa, que é uma das parceiras do Hemocentro. As crianças se apresentaram para o público com coreografias típicas do Carnaval, ao mesmo tempo em que chamavam a atenção para a importância do ato de doar sangue.
A diretora geral do Hemocentro, Sandra Sobreira afirmou que esse campanha, que se estenderá até o dia 28 e tem como tema “Antes de Sair Para a Folia, Doe Sangue, Compartilhe Alegria”, é mais uma ação do Hemocentro que tem como objetivo aumentar o estoque de sangue e com isso garantir a demanda dos hospitais que, segundo ela, aumenta nesse período devido, principalmente aos acidentes de trânsito. “Sangue não se vende e não se compra, se doa” destacou a diretora.
O auxiliar de serviços gerais, Fábio da Silva Cordeiro, 24 anos, que mora no Valentina de Figueiredo, foi um dos que atendeu ao chamado do Hemocentro. “Eu sempre tive vontade de doar, mas tinha medo, mas agora, incentivado por outros amigos, que são doadores, decidi comparecer aqui no Hemocentro para contribuir com essa campanha que eu acho que deveria contar com ajuda de todos nós que um dia poderemos precisar de sangue”, destacou.
A secretária Aline Dias dos Santos, 28 anos, residente nos Bancários, também esteve no Hemocentro para fazer a sua doação. “Eu sei o quanto o sangue é importante para salvar a vida de uma pessoa, pois tive esse exemplo em casa quando minha mãe precisou dele para fazer uma cirurgia e graças a Deus procuramos o Hemocentro e conseguimos”, disse a secretária.
Programação – Além da apresentação da Orquestra de Frevo e dos alunos da escola Agostinho Fonseca, a programação contou ainda com palestras, apresentações de vídeos educativos sobre a importância do ato de doar sangue, ginástica laboral e distribuição de brindes (camisetas) para os cem primeiros doadores.
Coletas externas – A chefe do Núcleo de Ações Estratégicas do Hemocentro, Divani Cabral lembrou que durante esse mês acontecerão várias coletas externas de sangue em mais uma ação para manter o estoque de sangue e com isso atender a demanda. Nesta quinta-feira (20), a coleta externa acontece no Detran, em Mangabeira; e nos dias 22, 26 e 27, respectivamente, as coletas serão realizadas mais uma vez na Lagoa.
Divani Cabral faz um apelo para que as pessoas compareçam aos locais aonde acontecerão as coletas externas e façam a sua doação, pois o Hemocentro precisa manter o seu estoque de sangue regular para atender a demanda. “Em datas comemorativas do ano, sempre fazemos campanha para sensibilizar as pessoas sobre a importância do ato de doar sangue. É um gesto humano, solidário e que ajuda a salvar vidas”, destacou.
A Rede Hemocentro da Paraíba é responsável por atender 40 hospitais, cobrindo 100% dos leitos do Sistema Único de Saúde e mais os leitos de planos de saúde cadastrados. Para tanto é composta por uma rede de dez hemonúcleos distribuídos nos municípios de Guarabira, Picuí, Monteiro, Princesa Isabel, Patos, Piancó, Itaporanga, Cajazeiras, Sousa e Catolé do Rocha, além de um regional em Campina Grande.
Condições para ser doador de sangue
- Ter idade entre 16 e 69 anos (se for menor de 18 anos é necessário autorização do responsável legal);
- Pesar acima de 50 quilos;
- Ter dormido normalmente nas últimas 24 horas;
- Estar alimentado, dando intervalo de duas horas após o almoço;
- Evitar alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação;
- Não ter tido hepatite após os 11 anos de idade;
- Não estar gripado, resfriado, com febre ou diarreia;
- Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
- Não ter comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis;
- Não estar grávida ou em período de amamentação. A menstruação e o uso de pílulas anticoncepcionais não impedem a doação;
- Respeitar o intervalo entre as doações que devem ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.
As pessoas interessadas em doar sangue e precisarem tirar qualquer dúvida, como também marcar uma coleta externa, podem ligar para o telefone (083) 3218-7698.
Secom-PB 
Ler Mais

Cerca de 5 mil policiais farão a segurança nas prévias e Carnaval na PB e a cidade de Picui fara parte A Polícia Científica (IPC)

Cerca de 5 mil policiais farão a segurança nas prévias e Carnaval na PB

Cerca de 5 mil policiais farão a segurança nas prévias e Carnaval na PB

Quase 5 mil homens que integram as forças de Segurança da Paraíba estarão nas ruas para garantir a segurança dos foliões nos blocos de pré-carnaval e Carnaval em todas as regiões da Paraíba. O planejamento integrado de segurança foi apresentado nesta quinta-feira (20), pelo secretário de Estado da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, que ressaltou ainda que o efetivo vai ser reforçado nos dias de maior movimentação.

“O objetivo é estabelecer parâmetros operacionais por meio de ações planejadas e integradas entre Polícia Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e ainda Polícia Científica e o Detran. Vamos distribuir o nosso efetivo de forma coerente, esquematizada para garantir a segurança de quem vai brincar o carnaval em qualquer parte da Paraíba”, afirmou o secretário.

O planejamento começa com as prévias carnavalescas de João Pessoa, que tem início nesta quinta-feira (20) e se estende até o próximo dia 28 de fevereiro. Em seguida é a vez do Carnaval Tradição, que vai do dia 1° de março até o dia 4 e no mesmo período são realizadas as festas nos Litoral Sul e Norte, nas cidades de Guarabira, Patos, Coremas e Cajazeiras.

Polícia Militar - Responsável pelo policiamento ostensivo, a PM apresenta reforço em pontos distintos da festa em João Pessoa e no interior do Estado. As prévias carnavalescas da Capital contarão com 3 mil homens, organizados em escala, de forma que 500 estejam em cada bloco, e, em dias com maior concentração de foliões o número aumenta para 600 policiais. A PM contará com dez câmeras de segurança, ajudando no monitoramento das festas.

Já no Litoral do Estado, 100 policiais reforçarão os dias de folia em Lucena, Baía da Traição e Jacumã. Na Região do Sertão, foram destinados 750 policiais, destes, 250 serão distribuídos nos dias de festa em várias cidades. Cajazeiras receberá um reforço de 110 homens, Catolé do Rocha terá 100 e Coremas contará com 40 PMS.

Campina Grande, que durante o período terá, além dos eventos religiosos, a apresentação de blocos carnavalescos, contará com um reforço de 100 policiais no efetivo. A mesma quantidade será destinada para cidades do Brejo paraibano. A PM utilizará também 200 viaturas, distribuídas entre carros, motos, van, ônibus e caminhões.

Polícia Civil – Os gestores da PC no Estado designaram um reforço de 900 homens. Sendo que 120 serão distribuídos nos Litorais Sul e Norte de João Pessoa. 660 policiais trabalharão nas prévias da Capital. 220 viaturas, compreendidas entre carros e motos, serão utilizadas nos dias de festa. Além disso, uma delegacia móvel será instalada em um ponto estratégico, na Avenida Epitácio Pessoa, em frente ao Supermercado Pão de Açúcar.

A Polícia Científica (IPC) também apresentou esquema para o Carnaval do Estado. Foi destinado um efetivo de 80 pessoas. Os trabalhos ficarão concentrados nas cidades de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Patos e Cajazeiras. Serão utilizados 8 carros (equipes de criminalística), além dos rabecões, que foram divididos da seguinte forma: 3 em João Pessoa, 2 em Campina Grande, 1 em Monteiro, Picuí, Patos, Catolé do Rocha, Itaporanga e Cajazeiras.

Corpo de Bombeiros – 820 bombeiros reforçarão os dias de folia no Estado. 650 ficarão concentrados nos Litorais Sul e Norte de João Pessoa. Durante as prévias carnavalescas da Capital, 480 homens foram designados para o trabalho. 30 viaturas serão utilizadas, sendo 16 para as prévias. É bom destacar que os bombeiros trabalharão com lanchas, auto resgate, motorresgate entre outros equipamentos.

Nos dias dos desfiles dos blocos das Virgens de Tambaú, Picolé de Manga e Muriçocas será reforçado o efetivo de homens nas ruas de João Pessoa. 100 para o bloco das Virgens e Picolé de Manga e 130 no dia do desfile das Muriçocas.

A secretaria de Segurança e Defesa Social reforça para os foliões os canais de atendimento. O Disque Denúncia (197), que funciona 24 horas, pode ser usado para informação de crimes, a ligação é gratuita e sigilosa. O Ciop, por meio do 190, o canal também fica disponível o dia inteiro para a Região Metropolitana de João Pessoa e Litorais Sul e Norte. Além destes o folião também pode usar a Delegacia on line, pelo endereço: www.delegaciaonline.pb.gov.br.




Secom
Ler Mais
 
Picui Notícias | by TNB ©2014